Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(20 jul) Funcionários de um hospital de Seul vestem máscaras de proteção

(afp_tickers)

A Coreia do Sul declarou nesta terça-feira o fim da epidemia de Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS, sigla em inglês), que deixou 36 mortos na quarta maior economia asiática.

"Depois de avaliar a situação, as equipes médicas e o governo julgaram que a população não deve mais se preocupar", declarou o primeiro-ministro sul-coreano, Hwang Kyo-Ahn, em uma reunião com membros de seu governo.

"Peço à população que esqueça qualquer preocupação sobre o MERS e retome suas atividades diárias, entre elas suas atividades econômicas, culturais, esportivas e escolares", acrescentou o chefe de governo.

Após a detecção do primeiro caso no dia 20 de maio, 36 pessoas morreram das 186 contagiadas no maior surto de coronavírus registrado fora da Arábia Saudita.

A epidemia afetou o crescimento da quarta economia asiática, onde as lojas, entre elas os shoppings, restaurantes e cinemas, registraram uma forte queda nas vendas, já que os sul-coreanos evitaram os lugares públicos.

AFP