Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Junho) Médicos de um centro de Seul especializado no tratamento de pacientes com Mers

(afp_tickers)

A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira dois novos casos do coronavírus MERS, após quatro dias sem registrar contágios da doença, que já matou 33 pessoas no país.

No total, 184 pessoas foram infectadas pelo coronavírus MERS (Síndrome Respiratória do Oriente Médio) na Coreia do Sul, país que registra o maior foco fora da Arábia Saudita.

O caso mais recente de contágio é o de uma enfermeira do Samsung Medical Center de Seul, informou o ministério da Saúde.

Dos 184 casos confirmados, 33 pessoas morreram, 102 receberam alta depois de superar a doença e 48 permanecem em tratamento, 12 delas em estado crítico.

O primeiro caso foi detectado em 20 de maio, quando um homem de 68 anos foi diagnosticado com o vírus depois de uma viagem à Arábia Saudita.

O coronavírus MERS, contra o qual não existe vacina, apresenta uma taxa de mortalidade de quase 35%, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

AFP