Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Jornal da Libéria fala sobre a crise de ebola que atinge o continente africano, em 30 de julho de 2014

(afp_tickers)

O Corpo da Paz dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira a retirada de centenas de voluntários da Guiné, Libéria e Serra Leoa devido à crescente preocupação com a epidemia de Ebola na África ocidental.

Uma porta-voz do Corpo da Paz informou que dois voluntários contraíram o Ebola após entrar em contato com uma vítima fatal do vírus, mas esclareceu que não apresentam os sintomas da doença e estão sob observação médica no isolamento.

"Quando receberem alta para regressar aos Estados Unidos, trabalharemos com eles para que retornem de forma segura".

A agência de voluntários dirigida pelo governo dos Estados Unidos destacou que "vigia de perto" a epidemia por intermédio de especialistas do Centro para o Controle e Prevenção de Enfermidades dos Estados Unidos e que analisará a situação antes de regressar aos três países.

"O Corpo da Paz tem mantido longas relações com os governos e os povos de Libéria, Serra Leoa e Guiné, e se compromete a prosseguir com o trabalho dos voluntários lá".

Os três países estão lutando para conter uma epidemia que já infectou 1.200 pessoas e deixou 672 mortos na região desde o início do ano.

AFP