Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(2014) Robô impresso em 3D é apresentado na cidade francesa de Poitiers

(afp_tickers)

Um menino de seis anos, Maxence, que nasceu sem a mão direita, se tornará nesta segunda-feira a primeira criança francesa com uma prótese impressa em 3D, uma tecnologia barata e lúdica para pequenos nascidos com má-formação em algum membro.

"Não vai sofrer um transplante ou uma operação. A prótese será anexada e ele poderá retirá-la quando quiser", explica sua mãe Virginie Contegal à AFP.

"Quando Maxence nasceu, decidimos não colocar nele nenhuma prótese médica. Agora, terá uma mão da cor que quiser, de super-herói (com um grande "M" de "superMax") que poderá tirar ou colocar quando quiser. Vai ser divertido durante as brincadeiras com os colegas", afirma Virginie Contegal.

Graças à tecnologia de impressão em 3D, este tipo de prótese custa apenas entre 50 e 200 euros, segundo o tamanho da mão. Se a criança a quebra ou a perde, outra poderá ser feita facilmente.

Os pais de Maxence não desembolsaram nada, já que passaram pela associação americana e-NABLE, que permitiu que muitas crianças se beneficiassem desta tecnologia nos países anglo-saxões.

Maxence deve receber sua mão nesta segunda-feira, cercado por sua família.

AFP