Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Março) Plantação de coca perto de uma estrada que separa os municípios de Toribío e Caloto

(afp_tickers)

O cultivo de coca, matéria-prima da cocaína, na Colômbia dobrou nos últimos dois anos, indicou a ONU nesta sexta-feira, ao divulgar seu último relatório anual sobre o tema.

"Em dois anos o cultivo de coca duplicou" no país, de 48.000 hectares em 2013 para 96.000 hectares em 2015, informou o representante na Colômbia do Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC), Bo Mathiasen.

De acordo com o relatório "Monitoramento dos territórios afetados por cultivos ilícitos 2015", realizado conjuntamente pelo UNODC e o governo colombiano, o aumento em comparação com o último relatório é de mais do 39%, passando de 69.000 hectares em 2014 para 96.000 em 2015.

"A Colômbia é o principal produtor na região", acrescentou Mathiasen, mencionando que o Peru e a Bolívia, os outros produtores da América Latina, totalizam cerca de 60.000 hectares em conjunto.

Em termos de potencial de produção de cocaína em 2015, o relatório também relata um aumento significativo no ano passado.

Mathiasen explicou que a produção de cloridrato de cocaína aumentou 46% no ano passado, quando havia 646 toneladas em comparação com 442 em 2014.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP