AFP

Forças curdas do Iraque em Bagdá, no dia 07 de fevereiro de 2003

(afp_tickers)

O Curdistão iraquiano organizará em 25 de setembro um referendo sobre sua independência, anunciou nesta quarta-feira a presidência desta região autônoma do Iraque, apesar da oposição de Bagdá.

"A data de 25 de setembro foi escolhida para a realização do referendo" sobre a independência, informa em um comunicado a autoridade curda.

O Curdistão é uma região do norte do Iraque autônoma desde 1991 e cujas forças estão envolvidas na ofensiva contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI).

A maioria dos 4,6 milhões de curdos iraquianos apoiam a independência.

A presidência informou que o referendo será realizado "na região do Curdistão e nas zonas do Curdistão que não são administradas pelo executivo regional".

Essa fórmula refere-se a áreas do norte do Iraque, incluindo a província petrolífera de Kirkuk, reivindicada pelos curdos e pelo governo federal iraquiano.

Bagdá se opõe à independência do Curdistão iraquiano, mas a rejeição seria ainda mais forte se os curdos tentarem estender sua influência para outras áreas.

O Curdistão iraquiano atravessa uma situação econômica difícil em razão da queda dos preços do petróleo, sua principal fonte de renda.

AFP

 AFP