Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O líder Massud Barzani

(afp_tickers)

O Curdistão iraquiano fará um referendo sobre a independência dentro de alguns meses, anunciou seu líder, Massud Barzani, nesta terça-feira, em resposta à brutal ofensiva das milícias sunitas e à criação de um califado na região.

Barzani disse que é o momento certo de fazer o referendo porque o Iraque está de fato partido pelas conquistas do Estado Islâmico (EI), antes conhecida como Estado do Islâmico do Iraque e Levante (EIIL).

"Faremos um referendo no Curdistão e respeitaremos a decisão de nosso povo, e esperamos que os demais façam a mesma coisa", afirmou à BBC britânica.

Quando indagado a respeito da data da votação, disse que ainda não há nada marcado, mas é uma questão de meses. Segundo ele, o parlamento decidirá o dia.

A região do norte terá de criar uma comissão eleitoral independente para organizar as eleições, ressaltou ainda.

Mais de 2.000 pessoas morreram na ofensiva do EI, que as forças de segurança iraquianas não conseguem conter.

AFP