Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O déficit comercial dos Estados Unidos registrou queda de 2,7% em agosto, uma consequência tanto do aumento das exportações quanto da redução das importações

(afp_tickers)

O déficit comercial dos Estados Unidos recuou 2,7% em agosto, devido a uma combinação de exportações maiores e menos importações, apesar de ter atingido um recorde de compras da China, indicou o Departamento de Comércio nesta quinta-feira (5).

Em dados corrigidos, o déficit comercial dos Estados Unidos caiu 2,7%, a 42,4 bilhões de dólares, o menor desde setembro do ano passado. Analistas esperavam uma queda a 42,6 bilhões.

As exportações, que aumentaram 0,4%, a 195,3 bilhões de dólares, chegaram ao seu nível mais alto desde dezembro de 2014.

As importações sofreram com a fraqueza do dólar e caíram 0,1%, a 237,7 bilhões de dólares.

Em contraste, o déficit com a China foi de 34,9 bilhões de dólares - o mais alto desde de setembro de 2015 -, com importação recorde de 45,8 bilhões.

Os Estados Unidos são o segundo maior sócio comercial da China, atrás da União Europeia. Contudo, os atritos entre Washington e Pequim têm crescido.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP