Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O ator Daniel Day-Lewis chega à cerimônia do Oscar de 2013 em Hollywood, Califórnia

(afp_tickers)

O vencedor do Oscar Daniel Day-Lewis, de 60 anos, um dos atores mais aclamados de sua geração - anunciou nesta terça-feira (20) que vai se aposentar.

Citando a porta-voz do ator, Leslee Dart, a revista Variety informou que Lewis "deixará de trabalhar como ator".

"Ele está imensamente grato a todos seus colaboradores e ao público que o acompanhou durante tantos anos", acrescentou Dart.

"Esta é uma decisão privada e nem ele nem seus representantes farão mais nenhum comentário sobre este assunto", completou.

Conhecido por ser seletivo com seus papéis, Day-Lewis foi o único ator a ganhar três vezes o Oscar de Melhor Ator.

O último filme de Day-Lewis será "Phantom Thread", do diretor Paul Thomas Anderson.

O ator, nascido em Londres, ganhou uma estatueta dourada por seu papel em "Meu pé esquerdo" (1989), filme no qual interpretou o escritor e artista Christy Brown, preso a uma cadeira de rodas devido a uma paralisia cerebral.

Seu segundo Oscar foi concedido por seu trabalho em "Sangue negro" (2008), e o terceiro, por "Lincoln" (2013).

Também foi indicado pelos filmes "Em nome do pai" e "Gangues de Nova York".

Sua estreia no cinema foi com "Domingo maldito" (1971), aos 14 anos, e ele voltou a aparecer nas telas somente mais de uma década depois, em 1982.

O ator começou a conhecer o sucesso com "Minha adorável lavanderia" e "Uma janela para o amor", ambos de 1985, e interpretou papéis memoráveis em "A insustentável leveza do ser" (1988) e "O último dos moicanos" (1992).

Daniel Day-Lewis é filho do poeta britânico Cecil Day-Lewis e da atriz Jill Balcon e tem três filhos.

AFP