Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Abbas irá formar uma delegação palestina, incluindo representantes do Hamas e da Jihad Islâmica, que se reunirá com líderes egípcios.

(afp_tickers)

O presidente palestino Mahmud Abbas prepara uma delegação reunindo membros do Hamas e da Jihad Islâmica para ir ao Cairo para discutir um cessar-fogo na Faixa de Gaza, anunciou nesta segunda-feira à AFP uma autoridade palestina em Ramallah.

De acordo com esta fonte, que pediu anonimato, "Abbas irá formar uma delegação palestina, incluindo representantes do Hamas e da Jihad Islâmica, que viajará para o Egito para se reunir com líderes egípcios e discutir o fim da agressão israelense contra Gaza".

"O objetivo é discutir com os líderes egípcios como atender às demandas palestinas, deter a agressão e proteger os palestinos", de acordo com a fonte, que não especificou a data da viagem.

Ahmed al-Azzam, um alto funcionário do Fatah de Abbas responsável pelas relações com os movimentos islâmicos, "está em contato há dias com o Hamas e a Jihad Islâmica", acrescentou.

Hamas e Fatah assinaram no início de junho um acordo histórico de reconciliação e estabeleceram um governo de unidade nacional, endossando uma reconciliação muito frágil depois de anos de discussões.

Fatah é o principal componente da Autoridade Palestina, que administra as áreas autônomas da Cisjordânia. Hamas controla a Faixa de Gaza desde 2007.

O Egito tem tradicionalmente desempenhado um papel de mediador entre Israel e o Hamas, mas a situação ficou complicada pela destituição do presidente Mohamed Mursi, próximo do Hamas, e a proibição do movimento islâmico palestino no Egito.

AFP