Navigation

Deputados do Haiti votam pela saída do primeiro-ministro

O primeiro-ministro haitiano Jean-Henry Ceant (L), visto aqui falando com o presidente Jovenel Moise em 2018 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 18. março 2019 - 19:55
(AFP)

A Câmara dos Deputados do Haiti votou, nesta segunda-feira, uma moção de censura contra o governo de Jean-Henry Céant, provocando a queda de um primeiro-ministro enfraquecido pelos recentes protestos.

Dos 103 deputados que participaram da sessão, 93 votaram a favor da saída do primeiro-ministro Céant e seu governo. Seis votaram contra e três se abstiveram.

"Outro primeiro-ministro vai ser designado em consulta entre o chefe de Estado e os presidentes das duas casas do Parlamento", anunciou o deputado Gary Bodeau, presidente da Câmara, após a votação.

Os parlamentares criticam o primeiro-ministro Céant por não fazer nada para melhorar as condições de vida da população, seis meses após ter assumido o cargo.

Durante seu mandato, Céant teve que enfrentar manifestações violentas. Em fevereiro, milhares de pessoas foram às ruas em todo o país para exigir melhores condições de vida e a queda do presidente.

Durante 11 dias, todas as atividades ficaram paradas em Porto Príncipe e na maioria das grandes cidades do país.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.