Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Uma réplica do fóssil de um pterossauro da espécie "Tropeognathus Mesembrinus" é exibida no Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 20 de março de 2013.

(afp_tickers)

Paleontólogos descobriram no Brasil os ossos fossilizados de pelo menos 47 pterossauros de uma espécie particular de répteis voadores, contemporâneos aos dinossauros.

Batizada de "Caiuajara dobruskii", esta espécie de pterossauro (lagarto alado) viveu no que hoje é o sul do Brasil na época do Cretáceo (entre 145 e 65,5 milhões de anos atrás), explicaram os cientistas. A descoberta foi publicada na quarta-feira na revista científica americana PLOS ONE.

Estes pterossauros contavam com indivíduos jovens e adultos, cujas asas tinham envergadura de 65 cm a 2,35 metros.

Este dado permitiu aos cientistas determinar aos cientistas determinar que se tratava de uma espécie desconhecida de animais pré-históricos e examinar como se desenvolviam.

Os pesquisadores, chefiados por Paulo Manzig, da Universidade do Contestado, em Santa Catarina, constataram que várias características do "Caiuajara dobruskii" tinham diferenças com relação aos demais membros do grupo dos pterossauros.

Entre outras características, eles mencionaram uma grande protuberância óssea na cabeça na altura dos olhos. Esta crista era pequena e inclinada nos indivíduos jovens e ficava reta nos adultos.

A análise dos ossos fossilizados sugere que estes pterossauros viveram em grupos em volta de um lago localizado em um deserto. Estes répteis também podem ter sido capazes de voar desde muito jovens.

Não foi possível determinar a causa da extinção destes animais, embora também possa estar vinculada à morte de alguns dinossauros por causa da seca, explicaram os paleontólogos. Também pode ter havido tempestades de areia letais.

Os pterossauros, uma espécie diferente dos dinossauros, são considerados os primeiros vertebrados voadores.

AFP