Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Peças de metal de barco do Egito faraônico, em Gizé, no dia 31 de agosto de 2016

(afp_tickers)

Um barco da época dos faraós egípcios, de aproximadamente 4.500 anos, foi construído com uma armação metálica - a primeira vez que esta estrutura é encontrada neste tipo de construção, segundo os especialistas.

O barco pertenceu a Quéops, faraó da IV dinastia que governou o Egito em 2.600 a.C. e que ordenou a construção da Grande Pirâmide que leva seu nome, perto do Cairo.

As duas embarcações, que foram descobertas completamente desmontadas em 1954, ao sul da pirâmide, se encontravam em duas fossas retangulares.

A primeira tem comprimento de 40 metros e foi exposta perto das pirâmides, enquanto uma missão arqueológica japonesa da Universidade de Waseda, em Tóquio, ocupa-se de recuperar e restaurar os vestígios da segunda.

Este segundo barco, no qual foram achados anéis de metal que armam o fundo da embarcação, tem 8 metros de comprimento.

"Em nenhum dos barcos descobertos no Egito havíamos encontrado metal, ao contrário deste", explica Mohamed Mostafa Abdel Méguid, um especialista em construção de navios na era faraônica, que dirige o departamento de antiguidades submarinas no Ministério da Cultura.

As embarcações eram utilizadas durante a cerimônia fúnebre para a passagem do faraó de uma margem a outra do rio Nilo. E também para conduzi-lo após sua morte, na companhia de Ra, o deus Sol.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP