Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pessoas desempregadas se registram para procurar trabalho, no centro do Rio de Janeiro, em 25 de maio de 2016

(afp_tickers)

O índice de desemprego no Brasil caiu em maio a 13,3%, frente aos 13,6% de abril, quando retrocedeu pela primeira vez desde 2014, informou nesta sexta-feira o IBGE.

O número de desempregados também retrocedeu e deixou a barreira dos 14 milhões em abril e passou para 13,8 milhões em maio.

Em maio de 2016, o desemprego atingia 11,2% da população ativa.

Esse dado reforça a percepção de que o Brasil está saindo da pior recessão de sua história, depois de ter registrado um retrocesso do PIB de 3,8% em 2015 e de 3,6% em 2016.

A baixa é um alívio para o presidente Michel Temer, que enfrenta denúncias de corrupção em meio à grave crise política no país.

Nesta sexta-feira, instituições sindicais se mobilizam contra as propostas de reforma trabalhista e da aposentadoria de Temer, que propõem medidas austeras para combater a crise econômica.

Segundo o analista André Perfeito, da Gradual Investimentos, ainda é cedo para falar em "tendência", já que o crescimento econômico não é satisfatório.

"O mercado de trabalho dá um alento, mas ainda tímido", disse.

AFP