Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

As autoridades mobilizaram maquinaria pesada para tentar resgatar os presos e 30 ambulâncias se dirigiram ao local.

(afp_tickers)

Um gigantesco deslizamento de terra arrasou a aldeia de Malin, no estado de Maharashtra, no oeste da Índia, causando a morte de dez pessoas e deixando cerca de 200 outras soterradas, anunciaram nesta quarta-feira as autoridades.

"Até agora foram encontrados dez corpos", informou Tripti Parule, porta-voz da Autoridade Nacional de Gestão de Desastres, em e-mail enviado à AFP.

"Foram resgatadas duas pessoas com vida", acrescentou.

Segundo outra fonte, Alok Avashty, também da Agência Nacional de Gestão de Catástrofes, é complicado confirmar o número de vítimas porque a aldeia ficou incomunicável.

As autoridades mobilizaram maquinaria pesada para tentar resgatar os presos e 30 ambulâncias se dirigiram ao local, indicou o representante do governo local, Suarav Rao, à agência Press Trust of India.

"Desconhecemos o número exato de vítimas, avançamos lentamente para garantir que recuperamos as pessoas presas sem perigo", indicou Rao.

Chuvas torrenciais caem há dias em Maharashtra como consequência das monções anuais.

Cerca de 6.000 pessoas teriam morrido em inundações e deslizamentos de terras provocados pelas chuvas de monções do ano passado no Estado de Uttarakhand, no norte da Índia.

AFP