Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pessoa tremula bandeira da Colômbia, em Bogotá, em 30 de novembro de 2016

(afp_tickers)

O líder de um grupo de dissidentes das Farc, que não participou do acordo de paz, está em processo de desmobilização e nas mãos das autoridades, informou neste sábado o Exército.

"Mojoso, líder da dissidência que age no sul do país, (...) atualmente se encontra em desenvolvimento do processo de desmobilização", disse o Exército da Colômbia em comunicado.

"Por enquanto, Alexander Mojoso faz parte do Programa de Atenção Humanitária ao Desmobilizado do Governo Nacional", acrescenta o texto, que também assegura que sua identidade já foi confirmada e que seu nome real é Carlos Carvajal.

Antigo comandante da Frente 14 das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), "Mojoso" se declarou, em dezembro, em dissidência junto com um grupo que optou por não acatar o acordo de paz.

Em janeiro, membros da guerrilha em processo de desmobilização atacaram "Mojoso" e causaram a morte de uma mulher que estava com ele, o que constituiu uma "violação grave" do cessar-fogo acordado.

Há algumas semanas, o ministro da Defesa, Luis Carlos Villegas, considerou que os dissidentes das Farc podem corresponder a "entre 5% e 7% dos 7.000 homens armados que já temos agrupados" em 26 áreas do país.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP