AFP

Imigrantes ilegais resgatados pela guarda costeira líbia no Mediterrâneo chegam a Trípoli

(afp_tickers)

Dez mil imigrantes foram resgatados com vida entre a quarta-feira e o sábado, e outros 54 morreram enquanto tentavam cruzar o Mediterrâneo entre a costa líbia e a Europa, informaram serviços da guarda costeira.

A vigilância marítima líbia reportou 1.230 resgates apenas na sexta-feira, e nesse mesmo dia as autoridades italianas informaram pelo menos 2.200, todos eles levados à terra firme.

No sábado, a guarda costeira tunisiana resgatou 126 pessoas que tinham partido da Líbia.

A Itália informou dez mortos durante suas operações de resgate na sexta-feira e nos dias anteriores, o número de óbitos chegou a 44. As ondas provocaram a queda no mar de 35 imigrantes na quarta-feira.

No fim de 2016, mais de 13.000 pessoas foram resgatadas em cinco dias, das quais mil faleceram.

Por causa da cúpula do G7 em Taormina (Sicília), os desembarques foram proibidos durante toda a semana na ilha, o que estendeu em 24 horas o trajeto destes navios de resgate para a Itália.

AFP

 AFP