Navigation

Dez mortos em descarrilamento no metrô de Moscou

Equipes de resgate retiram passageiros de estação do metrô em Moscou afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 15. julho 2014 - 10:27
(AFP)

Dez pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas nesta terça-feira no descarrilamento de uma composição do metrô em Moscou, em um dos acidentes mais graves na história deste meio de transporte na capital da Rússia.

"Temos agora 10 mortos. Até o momento não sabemos de crianças entre as vítimas", disse o vice-prefeito de Moscou, Piotr Biriukov.

"Há pessoas bloqueadas. Mostram sinais de vida e os especialistas estão trabalhando para retirá-las do local o mais rápido possível. No vagão estão cinco pessoas", completou.

"Uma investigação está em curso e não seria correto falar sobre as causas neste momento", disse Biriukov.

O diretor do Departamento de Saúde da capital russa, Georgi Golujov, disse que 106 passageiros foram hospitalizados, metade com ferimentos graves.

O acidente aconteceu na linha azul do metrô de Moscou às 8h30 (1H30 de Brasília), segundo o ministério das Situações de Emergência.

"O trem freou bruscamente. Saíram faíscas e havia muita fumaça. Fui empurrado contra algo e todo mundo caiu do mesmo lado", contou ao canal de televisão Moscou 24 um passageiro, com o nariz ensanguentado.

Pelo menos 200 pessoas foram retiradas do local do acidente.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?