Cerca de 45 mil pessoas, de acordo com a polícia, e 107 mil, segundo os organizadores, participaram neste sábado da "Marcha do Século", manifestação destinada a denunciar a falta de ação dos governos contra as mudanças climáticas.

"Mais de 350 mil pessoas em 220 cidades da França se unem para denunciar a falta de ação do governo francês frente à mudança climática e seu cinismo frente àcrise social", afirmou um dos organizadores.

Em marchas anteriores pelo clima, iniciadas após a renúncia do ex-ministro da Transição Ecológica, Nicolas Hulot, mais de 15.000 pessoas tomaram as ruas da capital francesa.

Cerca de 140 organizações, do Greenpeace da França à Fundação Nicolas Hulot, pediram para que as pessoas se manifestassem neste sábado alegando que é "hora de mudar o sistema industrial, político e econômico para proteger o meio ambiente, a sociedade e os indivíduos".

Os jovens foram os primeiros a se manifestar na sexta-feira, respondendo maciçamente em todo o mundo ao chamado da adolescente sueca Greta Thunberg.

Em Paris, entre 29.000 e 40.000 foram às ruas e 168.000 em toda a França, segundo a organização Youth for Climate.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.