Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente Mexicano, Enrique Peña Nieto(D), e a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, na Cidade do México, no dia 26 de maio de 2015

(afp_tickers)

A presidente Dilma Rousseff inicia nesta terça-feira sua primeira visita de Estado ao México com o objetivo de fortalecer a relação comercial entre as duas potências latino-americanas, que passam por sérias turbulências econômicas.

Com um sóbrio vestido azul, a presidente chegou aproximadamente ao meio-dia (horário local) ao Palácio Nacional, onde Peña Nieto lhe ofereceu uma recepção oficial.

Em uma breve cerimônia, os mandatários trocaram saudações de suas comitivas oficiais e iniciaram uma série de reuniões com seus chanceleres e integrantes de sus gabinetes.

Na primeira visita oficial da brasileira ao México, os presidentes das duas maiores economias latino-americanas assinarão seis acordos. O primeiro deles será de cooperação e facilitação de investimentos, assim como a colaboração entre o Banco Nacional de Comércio Exterior e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social do Brasil.

Dilma iniciou suas atividades na manhã com uma reunião privada com empresários brasileiros em um hotel da capital mexicana.

Após a mensagem conjunta que apresentarão à imprensa, os dois mandatários assistirão a um fórum empresarial binacional.

Na quarta-feira, Dilma Rousseff visitará o Museu de Antropologia e participará de uma sessão solene no Congresso mexicano antes de voltar ao Brasil.

Com um comércio que ultrapassa os 9 bilhões de dólares em 2014, o Brasil é o principal parceiro comercial do México na América Latina.

AFP