Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A paleontologista Karen Chin fez a descoberta na formação rochosa de Kaiparowits no sul de Utah

(afp_tickers)

Alguns dinossauros podem não ter sido os vegetarianos rigorosos que os paleontologistas achavam que eles eram.

Uma nova análise de excrementos de dinossauros fossilizados sugere que alguns dinossauros herbívoros também podem ter comido crustáceos, de acordo com um novo estudo publicado na quinta-feira na revista Nature Journal Scientific Reports.

Esses animais podem ter recorrido a este "lanche" quando estavam se reproduzindo e precisavam de proteína extra.

"Foi surpreendente descobrir que os dinossauros comiam alimentos animais na forma de crustáceos", disse a autora do estudo, Karen Chin, professora de paleontologia do Museu de História Natural da Universidade do Colorado.

"Nós ainda não sabemos o tipo de crustáceos que eram, mas esperamos encontrar mais espécimes de esterco fossilizados que tenham características particulares que nos permitam identificá-los".

As descobertas desafiam suposições sobre os hábitos alimentares de alguns dinossauros herbívoros.

Suas dietas podem ter sido mais parecidas com a dos pássaros, que muitas vezes procuram proteína e cálcio extras durante a época de reprodução, do que com a dos grandes mamíferos herbívoros, como elefantes e girafas, sugerem os pesquisadores.

Os dinossauros reinaram na Terra por 160 milhões de anos, até um asteroide colidir com o planeta, há 65,5 milhões de anos, e exterminar os animais terrestres. Os sobreviventes, que podiam voar, são os antepassados ​​diretos dos pássaros de hoje.

Chin e seus colegas encontraram muitos exemplos de material do tipo concha em coprólitos - fezes fósseis - na formação rochosa de Kaiparowits no sul de Utah, que datam do Cretáceo Superior.

A pesquisa sugere que os dinossauros consumiam grandes crustáceos que se protegiam em troncos apodrecidos.

Não se sabe a que espécie pertencia o esterco, mas os autores acreditam que pode ser aos hadrossauros - semi-bípedes gigantes que podiam atingir mais de oito metros de comprimento.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP