Navigation

DirectTV vai enviar satélite sob risco de explosão para cemitério espacial

As autoridades americanas autorizaram que a DirectTV envie um satélite à chamada "órbita cemitério", diante do risco de explosão devido a uma falha na bateria. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 24. janeiro 2020 - 22:03
(AFP)

As autoridades americanas autorizaram nesta sexta-feira que a DirectTV envie um satélite à chamada "órbita cemitério", diante do risco de explosão devido a uma falha na bateria.

Um porta-voz da Comissão Federal de Comunicações disse à AFP que no dia 19 de janeiro permitiu à DirectTV iniciar seu plano para redirecionar o satélite.

DirectTV havia informado à Comissão Federal que seu satélite Spaceway-1, construído pela Boeing, apresentava uma "anomalia importante" em suas baterias e que o tempo era insuficiente para se esgotar o combustível restante antes de colocá-lo a 300 km acima do denominado "arco geoestacionário".

A empresa assinalou que é necessário completar o procedimento antes de 25 de fevereiro, quando o satélite passará pela sombra da Terra, o que exigirá o uso de suas baterias no lugar dos painéis solares, aumentando o risco de uma "falha catastrófica" que pode afetar outros satélites.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.