Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O executivo Dara Khosrowshahi

(afp_tickers)

O diretor executivo da Expedia, Dara Khosrowshahi, foi nomeado neste domingo CEO do Uber, em substituição a Travis Kalanick, que renunciou em junho, anunciou o jornal The New York Times.

"Khosrowshahi emergiu como o candidato mais destacado entre os três finalistas durante as reuniões do comitê de direção do Uber durante o fim de semana", afirma o jornal, que cita "duas pessoas próximas ao processo" de seleção que pediram anonimato.

O Uber, empresa líder no transporte urbano privado, não pôde ser contactada para confirmar a informação.

Khosrowshahi, americano de origem iraniana de 48 anos, é o responsável pela expansão da Expedia desde que assumiu o comando da empresa em 2005 graças a sua política de aquisições.

A Expedia é uma das principais agências de viagens on-line, que permite reservar quartos de hotel, passagens de avião ou aluguel de carros em sites como Hotels.com, Hotwire, Travelocity, Hotelclub.com, Cheaptickets.com, Egencia, Trivago ou CarRentals.com.

Khosrowshahi também é membro do comitê de direção da The New York Times Company desde 2015.

A imprensa americana também citou a CEO da Hewlett-Packard Entreprise, Meg Whitman, como uma das finalistas.

O chefão da General Electric (GE), Jeff Immelt, também mencionado como possível diretor do Uber, anunciou no domingo que estava fora da disputa.

O polêmico fundador e presidente executivo do Uber, Travis Kalanick, anunciou em junho que abandonava o cargo por pressão dos investidores, preocupados com a imagem da empresa após os escândalos de assédio sexual e roubo de dados.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP