Navigation

Dirigentes chineses são criticados nas redes sociais por atuação em epidemia

Mapa com os países que confirmaram casos de coronavírus afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 27. janeiro 2020 - 16:31
(AFP)

Os dirigentes chineses da província onde o novo coronavírus apareceu receberam duras críticas nas redes sociais, onde são acusados de serem incompetentes ou são ridicularizados, em meio ao desconforto em relação ao gerenciamento da epidemia.

Três autoridades locais, incluindo Wang Xiaodong, governador da província de Hubei (centro), cuja capital é Wuhan - onde a epidemia surgiu - participaram de uma coletiva de imprensa sem usar máscara, violando as regras que a tornam obrigatória em espaços públicos.

Ao lado dele, o prefeito de Wuhan, Zhou Xianwang, colocou a máscara, mas ao contrário.

"São políticos incompetentes e irresponsáveis", disse um usuário do Weibo, o equivalente chinês do Twitter.

Esses comentários são um reflexo incomum da raiva expressa publicamente na China, onde críticas contra as autoridades são normalmente censuradas.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.