Navigation

Dissidente Mercedes Aráoz se mantém na Vice-Presidência do Peru

Vice-presidente do Peru, Mercedes Aráoz afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 02. novembro 2019 - 21:11
(AFP)

O governo peruano reiterou, neste sábado (2), que Mercedes Aráoz continua sendo vice-presidente, após esclarecer que a renúncia apresentada por ela em protesto pela dissolução do Congresso em setembro não tem valor legal.

"A vice-presidente tem que apresentar sua renúncia ao presidente do Congresso, e isso não aconteceu", disse a ministra da Justiça, Teresa Revilla, em entrevista ao jornal "El Comercio".

Segundo a ministra, "a renúncia não foi aceita formalmente", já que Mercedes renunciou quando o Congresso estava fechado.

"El Comercio" relata que o Ministério da Justiça informou ao presidente Martín Vizcarra sobre a situação legal de Aráoz em 29 de outubro.

No dia seguinte, Vizcarra anunciou que não viajará para o exterior até que o novo Parlamento assuma, acrescenta o jornal.

A vice não aparece em público há um mês. Em caso de viagem de Vizcarra ao exterior, afirmou a ministra Teresa, Mercedes Aráoz teria de substituir o presidente.

Mercedes ainda não reagiu ao anúncio de que continua no cargo.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.