Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(29 ago) Céu encoberto em Nova Orleans, Louisiana

(afp_tickers)

Enfraquecido para depressão tropical, Harvey começou a castigar a Louisiana nesta quarta-feira (30), mas não o Texas, estado já em luto pelos seis mortos de uma mesma família e pelas inundações que continuam causando estragos, incluindo duas explosões em uma fábrica química perto de Houston.

Duas explosões foram registradas nesta quinta-feira em uma planta química em Crosby, inundada após as chuvas torrenciais provocadas pela tempestade Harvey no sul dos Estados Unidos, informou a empresa Arkema.

Outros incêndios são esperados na instalação.

"Às 2h locais (4h de Brasília), fomos notificados pelo centro de operações de emergência do condado de Harris sobre duas explosões e fumaça negra saindo da fábrica da Arkema em Crosby", relatou a empresa em um comunicado.

A empresa disse que "prevalece a ameaça de explosões adicionais" e pediu à população que se mantenha afastada da zona de evacuação.

A fumaça que sai da fábrica é "incrivelmente perigosa", indicou o chefe da Fema, a Agência Federal de Emergências americana.

"Com certeza, sim, a fumaça é incrivelmente perigosa", insistiu o administrador Brock Long, em entrevista à imprensa.

Como precaução, as autoridades já haviam isolado um perímetro de três quilômetros ao redor da unidade. A fábrica produz peróxidos orgânicos, um composto para elaborar plásticos e produtos farmacêuticos.

Ao longo dessas amplas planícies do sul dos Estados Unidos, que já receberam 41 trilhões de litros de água desde sábado, socorristas trabalhavam contra o relógio para encontrar sobreviventes. O estado deve levar anos para se recuperar dos danos bilionários registrados.

Oficialmente, o Harvey deixou dez mortos, embora as autoridades considerem que outros 23 óbitos "estejam potencialmente ligados" a sua passagem. Teme-se, inclusive, que o número de vítimas fatais possa aumentar, em meio a outras 30.000 que tiveram de ser evacuadas de suas casas.

Na quarta-feira, foram encontrados em uma caminhonete submersa os corpos de um casal e seus quatro bisnetos, desaparecidos desde domingo.

"Aos americanos que perderam seus entes queridos, os Estados Unidos estão em luto com vocês, e nossos corações estão para sempre unidos aos seus", disse o presidente Donald Trump, um dia depois de visitar áreas afetadas no Texas.

As precipitações deram um descanso a Houston, epicentro do desastre, mas os prognósticos de mais chuvas até esta quinta fazem prever que as águas vão demorar a baixar.

"É provável que as catastróficas inundações continuem dias depois de a chuva parar", advertiu a secretária interina de Segurança Interna, Elaine Duke.

Relembrando o 10º aniversário do furacão Katrina, que deixou 1.800 mortos, Nova Orleans, no estado de Louisiana, preparava-se para precipitações fortes e inundações repentinas, à medida que o Harvey se move para o leste.

- Explosão química -

Harvey tocou o solo na costa do Golfo do México, como furacão de categoria quatro, na sexta-feira passada (25).

Embora tenha perdido potência até se tornar uma tempestade tropical, fez um segundo impacto na manhã de ontem no sudoeste de Louisiana, onde caíram "chuvas torrenciais".

O Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) voltou a reduzir Harvey em mais um nível, agora para depressão tropical. Manteve, porém, a advertência sobre as condições dadas para inundações perigosas no Texas e no sudoeste de Louisiana.

Pelo menos 25% do condado de Harris, que inclui Houston, está sob as águas. Uma fábrica química da francesa Arkema, nos arredores da cidade, registrou duas explosões, depois que as enchentes alcançaram a instalação.

Em um tuíte, o Corpo de Bombeiros de Harris confirmou "uma série de reações nas instalações da @Arkema_Inc Crosby facility".

A empresa havia advertido que um corte de energia provocado pela tempestade impedia a refrigeração adequada dos peróxidos orgânicos armazenados na unidade, havendo risco de incêndio.

Como precaução, as autoridades evacuaram os arredores da fábrica, que também retirou seus funcionários.

A companhia indicou que esses produtos podem causar irritação ocular, cutânea e respiratória, assim como náuseas, sonolência, ou enjoos. Nesse sentido, pediu aos moradores que desliguem o ar-condicionado para reduzir a exposição à fumaça.

"Os peróxidos orgânicos são extremamente inflamáveis, motivo pelo qual, de acordo com as autoridades, o melhor era deixar que o incêndio se apagasse por si mesmo", explicou a Arkema.

A Polícia do condado de Harris informou que um oficial foi hospitalizado depois de inalar fumaça da fábrica.

"Outros nove foram por sua própria conta ao hospital, como medida de precaução", acrescentou a Polícia, pelo Twitter.

Um morador local, John Villarreal, de 45 anos, disse à AFP que, quando saiu de sua casa, a 1,5 quilômetro da fábrica, viu "muita fumaça". Segundo ele, "dava para ver as chamas e a fumaça" na instalação.

Há duas décadas, Villarreal trabalhou por cinco anos nessa fábrica. Ele comentou que muitos moradores não deixaram a área por não terem "indicações claras" por parte das autoridades sobre os riscos de permanecer na zona.

- 'Voltar ao que era' -

"Meu coração está ainda mais com o grande povo do Texas", tuitou Trump.

O vice-presidente Mike Pence viajará para estado nesta quinta, onde se reúne com pessoas desabrigadas.

Trump deve fazer o mesmo no sábado.

Em Houston, onde o prefeito Sylvester Turner decretou toque de recolher à noite para ajudar nos trabalhos de resgate e impedir saques, os dois principais aeroportos reabriram e funcionam parcialmente. É sinal de um lento retorno à normalidade para essa cidade de 2,3 milhões de habitantes e mais de seis milhões na área metropolitana.

Apesar de tudo, a metrópole tenta recuperar seu ritmo habitual: o metrô e a coleta de lixo retomarão seus serviços hoje, e alguns moradores começaram a deixar os abrigos para voltar para suas casas.

"Espero que, apesar do quão intensa tenha sido essa tempestade, a cidade de Houston rapidamente possa voltar ao que era e, depois, ir além", disse Turner, em entrevista coletiva.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP