Navigation

Embraer vende 60 aviões a empresas da China

A Embraer entregará 40 aeronaves a Tianjin Airlines (parte da Hainan Airlines), sendo 20 delas do modelo E-190 e outras 20 do modelo E 190E-2. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 17. julho 2014 - 15:47
(AFP)

A fabricante brasileira Embraer assinou um contrato com duas empresas chinesas para fornecer um total de 60 aeronaves, depois do encontro nesta quinta-feira entre a presidente Dilma Rousseff e seu colega chinês Xi Jinping em Brasília.

A Embraer entregará 40 aeronaves a Tianjin Airlines (parte da Hainan Airlines), sendo 20 delas do modelo E-190 e outras 20 do modelo E 190E-2, segundo informações da presidência brasileira.

Já a empresa chinesa ICBC comprará 20 aeronaves, também do modelo E-190, com capacidade para 100 passageiros.

O valor total das operações não foi revelado.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.