Navigation

Emirados Árabes prendem 'espiões do Catar'

Deserto nos Emirados Árabes afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 09. julho 2014 - 18:06
(AFP)

Autoridades dos Emirados Árabes Unidos prenderam "espiões" do Catar, informou um jornal do emirado, em um novo sinal das crescentes tensões entre Doha e seus vizinhos do Golfo.

De acordo com o jornal Al-Khaleekh, que cita fontes dos Emirados, a ação foi uma resposta a uma reportagem do jornal Al-Arab do Catar, que informou sobre a "detenção e tortura" de três catarianos na capital dos Emirados Árabes Unidos, Abu Dhabi.

"Eram elementos de inteligência do Catar que operavam nos Emirados Árabes Unidos", destacou o Al-Khaleekh.

"Foram detidos e estão sendo interrogados".

As relações entre Catar e os vizinhos do Golfo - Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Bahrein - passaram por uma das piores fases em março, quando os três governos retiraram os embaixadores de Doha.

Estes países acusam o Catar de interferir em seus assuntos internos e de apoiar a Irmandade Muçulmana.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.