Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um condor em Sierra Paileman, Argentina, no dia 8 de setembro de 2013

(afp_tickers)

Os restos fósseis de três aves carnívoras que datam de 3,5 milhões de anos foram encontrados na costa atlântica argentina, cerca de 400 km ao sul de Buenos Aires, informou nesta quinta-feira um responsável pela descoberta paleontológica.

"A descoberta é muito particular. (...) Em uma semana encontramos os restos de três aves: um 'fororraco', que se conhece como a 'ave do terror', um condor e uma águia", detalhou à AFP Fernando Scaglia, técnico em paleontologia do Museu Municipal de Ciências Naturais da cidade de Mar del Plata.

O especialista explicou que se trata de fósseis difíceis de encontrar devido à fragilidade dos ossos das aves, necessariamente leves e ocos para poder voar, além do fato de que, por serem aves carnívoras, havia menos quantidade, já que "os predadores sempre estão em menor número que as presas", disse.

Os fósseis encontrados provém da formação geológica Chapadmalal, uma jazida de 5,5 milhões de anos, mas neste caso se estima que os restos datam de 3,5 milhões de anos, acrescentou Scaglia.

O parlamento da província de Buenos Aires declarou a zona de Mar del Plata, cidade portuária e maior centro turístico de verão da costa atlântica da Argentina, de interesse provincial como "jazida paleontológica excepcional", em particular na zona das falésias costeiras, lembrou.

Os restos do condor e do 'forroraco', ambas aves típicas da América do Sul, foram encontrado em uma jazida que a equipe de paleontologia do museu vem prospectando sistematicamente, enquanto que os de águia foram descobertos sem querer pelo biólogo Nicolás Chiaradía, que os resgatou e levou ao museu.

Do condor, foram recuperados um úmero completo mais dois ossos da escápula; do 'fororraco' se encontrou um tibiotarso; e da águia um tarso/metatarso com algumas falanges, detalhou o técnico.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP