AFP

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, em Ancara, em 2 de abril de 2017

(afp_tickers)

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, convocou nesta segunda-feira seus compatriotas residentes na Europa a dar "uma resposta aos netos do nazismo" votando "sim" no referendo sobre o aumento de seus poderes.

Durante um discurso em Rize, no norte do país, o chefe de Estado elogiou a mobilização dos turcos na Europa, que já começaram a votar para o referendo previsto para 16 de abril na Turquia e cuja participação é, segundo ele, superior à registrada em eleições anteriores.

"Sejam mais numerosos e digam 'sim' nas urnas", declarou Erdogan. "Deem a resposta necessária aos que fazem pressão utilizando métodos fascistas, aos netos do nazismo", sentenciou.

Estas declarações coincidem com uma situação tensa nas relações entre Turquia e União Europeia (UE) após a proibição de comícios pró-Erdogan em vários países europeus, como Alemanha e Holanda.

Erdogan classificou estas decisões de "práticas nazistas" em várias ocasiões e denunciou um "espírito de fascismo descontrolado" na Europa.

"Não permitiremos que três, cinco fascistas europeus firam a honra deste país", exclamou Erdogan em seu discurso.

No referendo, os turcos devem se expressar a favor ou contra uma reforma constitucional destinada a reforçar consideravelmente os poderes presidenciais, com a supressão do posto de primeiro-ministro, entre outras medidas.

AFP

 AFP