Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O português Rufino Borrego, 61, passou 43 anos em uma cadeira de rodas devido a um erro de diagnóstico, até voltar a caminhar, após descobrir sua verdadeira doença

(afp_tickers)

O português Rufino Borrego, 61, passou 43 anos em uma cadeira de rodas devido a um erro de diagnóstico, até voltar a caminhar, após descobrir sua verdadeira doença, publicou neste domingo o Jornal de Notícias.

Médicos do hospital Santa Maria, em Lisboa, diagnosticaram Rufino com distrofia muscular incurável quando ele tinha 13 anos, mas uma neurologista corrigiu o erro em 2010, ao revelar que ele sofria de miastenia congênita.

A prescrição de um remédio contra a asma indicado no tratamento da doença, que se expressa por meio de fraqueza muscular, fez Rufino voltar a caminhar.

Em 12 de maio de 2011, ele pôde ir a pé a um café perto de sua casa, em Alandroal, sudeste de Portugal. "Achamos que tivesse ocorrido um milagre", conta o dono do café, Manuel Melao, citado pelo jornal.

Rufino leva hoje uma vida normal, devendo se submeter a duas sessões de fisioterapia por ano. Ele diz não se sentir indignado com o hospital, uma vez que sua doença era quase desconhecida no momento do diagnóstico errado, no fim dos anos 60: "Quero apenas aproveitar a vida."

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP