Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A autora canadense Margaret Atwood durante premiação do Franz Kafka 2017, em Praga, em 17 de outubro de 2017

(afp_tickers)

A romancista, poetisa e ensaísta canadense Margaret Atwood recebeu o prêmio internacional Franz Kafka 2017, que recompensa o "trabalho de toda a sua vida", durante uma cerimônia organizada nesta terça-feira (17), em Praga, pela Sociedade Franz Kafka.

"Este prêmio é muito especial para mim porque o primeiro ensaio independente que escrevi versava sobre Franz Kafka, nos anos 1950", contou Atwood à AFP.

"Nessa época eu tinha lido a biografia de Franz Kafka e toda a sua obra, e lembro dela muito bem", acrescentou a escritora e ativista ambiental, de 77 anos.

Atwood escreveu 17 romances, sete livros infantis e cerca de 20 livros de poesia, e foi traduzida para cerca de 50 idiomas.

Em seu romance mais conhecido, "O Conto da Aia" (título original: "The Handmaid's Tale"), Atwood descreve um futuro apocalíptico de uma sociedade dominada por uma seita que transforma as mulheres férteis em escravas sexuais.

Este livro de ficção, publicado em 1985, inspirou um filme, um balé, uma ópera e uma série de televisão.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP