Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O governo espanhol anunciou nesta sexta-feira a chamada para consultas de seu embaixador em Caracas depois que o presidente venezuelano Nicolás Maduro insultou de novo o chefe do executivo espanhol, Mariano Rajoy

(afp_tickers)

O governo espanhol anunciou nesta sexta-feira a chamada para consultas de seu embaixador em Caracas depois que o presidente venezuelano Nicolás Maduro insultou de novo o chefe do executivo espanhol, Mariano Rajoy, ao chamá-lo de "racista, lixo corrupto e lixo colonialista".

"O governo da Espanha manifesta sua mais absoluta recusa aos intolerantes insultos que ontem (quinta-feira) o presidente da República Bolivariana da Venezuela dirigiu ao presidente do governo", afirmou a vice-presidente Soraya Saénz de Santamaría em coletiva de imprensa.

Há um ano, Madri já havia chamado para consultas seu embaixador em Caracas depois que Maduro acusou Rajoy de estar "por trás de uma conspiração internacional para derrotar seu governo constitucional".

A mais recente discórdia se originou na véspera, depois de uma manifestação do chavismo em Caracas contra a Lei de Anistia, que recebeu o apoio do governo espanhol em inúmeras ocasiões.

"Racista, de digo Rajoy, lixo corrupto, te digo Rajoy, lixo colonialista, te digo Rajoy", afirmou Maduro ao final do protesto.

Em janeiro, Maduro já havia chamado Rajoy de "intervencionista, racista e colonialista" depois que o dirigente espanhol pediu que a Venezuela se converta em um país democrático.

AFP