Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O senador espanhol Pedro Agramunt

(afp_tickers)

O senador espanhol Pedro Agramunt renunciou nesta sexta-feira à presidência da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa (APCE), três dias antes da votação de uma resolução para destituí-lo em razão de uma polêmica viagem à Síria.

"Hoje eu decidi por motivos pessoais não presidir a Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa", anunciou Agramunt, de 66 anos, em sua conta no Twitter. Ele presidia a APCE desde janeiro de 2016.

Sua saída era exigida por todos os grupos políticos da APCE. Em março, o senador posou em Damasco com o presidente sírio, Bashar al-Assad.

A Assembleia aprovou em junho um procedimento para destituir seu presidente, o que não poderia ser feito até agora. Vários de seus membros pediram que Agramunt renunciasse para "evitar uma humilhante destituição".

A APCE é uma instância que reúne 324 parlamentares dos 47 Estados membros do Conselho da Europa e é responsável por discutir o estado de direito, os direitos humanos e a luta contra a corrupção.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP