Navigation

Espionagem: Alemanha espera mudança no comportamento americano

(Arquivo) Barack Obama e Angela Merkel participam de uma entrevista coletiva em Berlim afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 12. julho 2014 - 14:59
(AFP)

A chanceler alemã, Angela Merkel, espera uma mudança de comportamento dos Estados Unidos, e lamentou a queda de confiança no país, ao comentar os casos de espionagem americana em território alemão.

"A ideia de que é necessário fazer perguntas, quando trabalhamos juntos, se o que está na sua frente talvez trabalha para outro ao mesmo tempo, não é para mim uma relação de confiança", disse Merkel em uma entrevista ao canal público ZDF, que será exibida no domingo.

"Temos nisto visivelmente pontos de vista diferentes e devemos conversar", completou Merkel, que descartou que a crise no relacionamento EUA-Alemanha prejudique o desenvolvimento das negociações do tratado de livre comércio entre Estados Unidos e União Europeia.

"Não vivemos mais na época da Guerra Fria, na qual todos desconfiavam provavelmente de todos", disse Merkel.

"Acredito que os serviços secretos do século XXI devem concentrar-se nas coisas importantes e trabalhamos estreitamente com os americanos. Quero que isto continue", completou a chanceler.

Na sexta-feira, o governo dos Estados Unidos deu a entender claramente que não gostou da reação das autoridades alemãs que, em represália aos casos de espionagem, expulsaram o chefe do serviço secreto americano na Alemanha.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.