AFP

Esculpida entre 1886 e 1887, a obra era propriedade de uma família chilena há 130 anos. Foi avaliada entre 800.000 e 1,2 milhão de euros

(afp_tickers)

Uma escultura em mármore branco do francês Auguste Rodin, que representa a Andrômeda dormindo nua sobre uma pedra, foi vendida nesta terça-feira (30) por 3,6 milhões de euros - cerca de 4,1 milhões de dólares - em um leilão realizado pela casa Artcurial em Paris.

Esculpida entre 1886 e 1887, a obra era propriedade de uma família chilena há 130 anos. Foi avaliada entre 800.000 e 1,2 milhão de euros.

Existem outros quatro exemplares dessa escultura, três dos quais fazem parte das coleções dos museus Rodin de Paris e da Filadélfia, e do Museu de Belas Artes de Buenos Aires. O quarto foi adquirido por US$ 3 milhões em um leilão em Nova York em 2006.

O exemplar vendido pela Artcurial foi um presente do escultor francês em 1888 ao diplomata da embaixada do Chile em Paris Carlos Morla Vicuña, explicou o diretor do departamento "Impressionistas e Modernos" da casa de leilões, Bruno Jaubert.

"Permaneceu nessa família de diplomatas por 130 anos, apesar dos diferentes postos no exterior ocupados por seus membros", relatou.

A obra se caracteriza pelo contraste entre a pedra, que Rodin deixou mais ou menos em estado bruto, e o esmero com que tratou o corpo de Andrômeda.

Como todos os grandes escultores de seu tempo, Rodin não talhava o mármore. Esse tipo de trabalho era feito por artesãos especializados e por alguns de seus alunos, como Constantin Brancusi e Boudelle. Rodin moldava a argila para fazer modelos reduzidos que serviam de base para as esculturas de mármore e de bronze.

Essa venda coincide com o ano do centenário da morte de Rodin (1840-1917), marcado por uma retrospectiva no Grand Palais de Paris, onde foram reunidas cerca de 200 esculturas suas e de artistas contemporâneos que reconhecem sua influência em suas respectivas obras.

AFP

 AFP