AFP

(9 jun) Polícia indiana prende um agricultor que protestava no vilarejo de Fanda

(afp_tickers)

O estado indiano de Maharashtra gastará mais de 4 bilhões de dólares para pagar as dívidas de seus agricultores e acabar com as manifestações que atingem o fornecimento de alimentos em Mumbai, capital financeira do país.

O endividamento dos agricultores é um problema recorrente na Índia, que nos últimos anos provocou uma onda de suicídios.

Em Maharashtra, os agricultores protestam há 11 dias para pressionar as autoridades e bloqueiam o transporte de alimentos até Mumbai.

A consequência foi que nos últimos dias o leite estava acabando em Mumbai e os preços das verduras dispararam.

"O governo [regional] chegou a um acordo para pagar as dívidas", anunciou no domingo no Twitter Devendra Fadnavis, o ministro chefe do Estado, que disse estar disposto a pagar até um total de 305 bilhões de rúpias (4,75 bilhões de dólares).

"Os agricultores e a melhoria de suas condições de vida eram, são e serão sempre a prioridade deste governo", acrescentou Fadnavis, membro do Partido Bharatiya Janata (BJP) do primeiro-ministro Narendra Modi.

Maharashtra é um dos estados da Índia mais atingidos pelas colheitas ruins dos últimos anos, o que provocou um enorme endividamento.

Em 2017, 1.471 agricultores se mataram no estado, segundo cifras oficiais.

A Índia tem 260 milhões de agricultores e operários agrícolas e metade da população ainda vive em zonas rurais. A agricultura representa 17% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

AFP

 AFP