Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O estado indiano de Uttar Pradesh (norte) decidiu processar a subsidiária indiana da empresa de alimentos Nestlé após a descoberta de níveis perigosos de chumbo em lotes de macarrão instantâneo Maggi

(afp_tickers)

O estado indiano de Uttar Pradesh (norte) decidiu processar a subsidiária indiana da empresa de alimentos Nestlé após a descoberta de níveis perigosos de chumbo em lotes de macarrão instantâneo Maggi - informou neste domingo uma autoridade local.

A agência de segurança alimentar da Índia (FDA) ordenou a retirada do lote, na sequência dos resultados de alguns testes realizados em março com cerca de uma dúzia de pacotes de macarrão.

A empresa suíça contesta as conclusões da FDA e garantiu ter iniciado seus próprios testes.

A análise também revelou a presença de glutamato monossódico, um aditivo alimentar controverso, de acordo com a FDA.

Vijay Bahadur, um funcionário da segurança alimentar de Uttar Pradesh, disse que o processo foi aberto no sábado num tribunal local por dar informações incorretas sobre o conteúdo do produto e produzir alimentos potencialmente perigosos para a saúde.

Se considerada culpada, a Nestlé Índia será multada e seus líderes correm o risco de serem presos. A direção da empresa deve comparecer ao tribunal em 1 de julho, de acordo com Bahadur.

AFP