Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Policiais a postos no Boulevard Emile Jacqmain, no centro de Bruxelas, local do ataque a faca contra um soldado, em 25 de agosto de 2017

(afp_tickers)

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou, neste sábado (26), a autoria do ataque a faca contra soldados em Bruxelas - de acordo com nota divulgada no aplicativo Telegram por seu órgão de propaganda, a Amaq.

"O agressor do ataque de Bruxelas era um dos soldados do Estado Islâmico", diz o comunicado, que cita uma "fonte de segurança". O texto acrescenta que "a operação foi realizada em resposta aos chamados para atingir os Estados da coalizão" internacional" que opera contra o EI na Síria e no Iraque e inclui a Bélgica.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP