Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O grupo separatista basco ETA anunciou "o desmantelamento das estruturas logísticas e operacionais" utilizadas durante a sua campanha armada, em um novo passo para o seu desarmamento completo, de acordo com um comunicado divulgado neste domingo pelo jornal Gara, próximo ao grupo.

(afp_tickers)

O grupo separatista basco ETA anunciou "o desmantelamento das estruturas logísticas e operacionais" utilizadas durante a sua campanha armada, em um novo passo para o seu desarmamento completo, de acordo com um comunicado divulgado neste domingo pelo jornal Gara, próximo ao grupo.

O governo espanhol não reagiu oficialmente ao comunicado. Desde que o grupo armado anunciou que renunciou à violência em 2011, Madri continuou a defender a dissolução incondicional da ETA.

Na declaração, datada de 15 de julho, o ETA anuncia "o desmantelamento das estruturas logísticas e operacionais decorrentes da prática da luta armada", reafirmando a sua vontade de abandonar definitivamente as armas.

O objetivo é concretizar "a passagem do ciclo de confrontação armada para o confronto democrático", afirma o comunicado.

Por outro lado, a organização reitera o seu apelo "à libertação de todos os presos bascos" - mais de 500 -, dispersos em prisões espanholas e francesas.

O governo espanhol se recusa, até o momento, a ceder a essa demanda.

AFP