Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Uma escola pública no Mississippi vai mudar seu nome, dado em homenagem ao líder do sul pro-escravidão da Guerra Civil Jefferson Davis, para o do primeiro presidente negro dos Estados Unidos, Barack Obama

(afp_tickers)

Uma escola pública no Mississippi vai trocar seu nome, em homenagem ao líder do sul pro-escravidão da Guerra Civil Jefferson Davis, para o do primeiro presidente negro dos Estados Unidos, Barack Obama, noticiou um jornal local.

A mudança de nome na escola de Jackson, Mississippi, ocorre em meio a um debate nacional sobre uma campanha para remover estátuas e outros monumentos em homenagem a generais e líderes da Confederação de 1861-1865.

Segundo o jornal Clarion-Ledger, a Escola de ensino fundamental IB Davis, onde 98% dos alunos são negros, passará a se chamar Escola de ensino fundamental IB Barack Obama no ano que vem.

Janelle Jefferson, diretora da associação de pais e professores, informou ao conselho escolar de Jackson o plano de renomear a escola em uma reunião na terça-feira à noite, destacou o jornal.

"Jefferson Davis, embora infame por direito próprio, provavelmente não ficaria muito feliz com uma escola diversa que promove a educação dos mesmos indivíduos que ele lutou para manter escravizados levando o seu nome", disse Janelle Jefferson ao conselho.

Ela disse que a comunidade escolar votou a favor de renomear a escola "para refletir uma pessoa que representa plenamente ideais e posições públicas consistentes com o que queremos que nossos filhos acreditem sobre eles mesmos".

De acordo com o Southern Poverty Law Center, um grupo de defesa dos direitos civis, mais de 100 escolas públicas nos Estados Unidos - principalmente no sul - são nomeadas em homenagem a ícones confederados.

Em um protesto contra a remoção de uma estátua confederada em agosto em Charlottesville, Virgínia, um supremacista branco declarado investiu seu carro contra uma multidão de contra-manifestantes, matando uma mulher.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP