AFP

(Arquivo) Prédio do Federal Reserve

(afp_tickers)

Os membros do Federal Reserva Federal (Fed) expressaram dúvidas sobre o impacto que as eventuais medidas de reativação do governo Trump teriam na economia, segundo as atas da última reunião do Comitê de Política Monetária (FOMC), publicadas nesta quarta-feira.

Os participantes ressaltaram "a considerável incerteza sobre a data e o alcance das mudanças de política orçamentária" e vários deles preveem que seu impacto não se manifestará antes de 2018.

Metade deles ainda não incluiu essas eventuais medidas de reativação em suas projeções econômicas, informa o documento.

A maioria dos membros do Fed é favorável a outros dois aumentos da taxa de juros, após o decidido na reunião de 15 de março, que as elevou em um quarto de ponto percentual.

No relatório da reunião de 15 de março em que o Fed elevou as taxas de juros, o FOMC considerou também que as eleições na Europa implicam riscos para o crescimento econômico no curto prazo.

"Vários participantes advertiram que as próximas eleições em países europeus também apresentam riscos no curto e no longo prazo", dizem as atas, referindo-se às eleições na França e na Alemanha.

AFP

 AFP