Navigation

EUA: maior devorador mundial de cachorros-quentes mantém título pelo 8º ano

O californiano Joey Chestnut recebe o prêmio de campeão mundial de devorador de "hot-dogs", em 3 de julho de 2014, na prefeitura de Nova York afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 04. julho 2014 - 23:17
(AFP)

O californiano Joey Chestnut ganhou nesta sexta-feira, em Nova York, seu oitavo título consecutivo como campeão mundial de devorador de "hot-dogs" e aproveitou a festa para pedir a namorada em casamento.

Chestnut, de 30 anos, 102 kg e 1,82 m, engoliu 61 cachorros-quentes em dez minutos - um pouco menos do que o recorde mundial de 69 unidades estabelecido pelo próprio em 2013.

"Não encontrei meu ritmo", disse aos jornalistas, depois da competição.

O dia de hoje ficará na memória do campeão por um motivo ainda mais especial. Antes do início da prova, ele se ajoelhou e pediu a namorada em casamento, diante de 30 mil emocionados espectadores.

"Sim!", respondeu Neslie Ricasa, outra competidora frequente nesses torneios.

Entre as mulheres, a campeã Sonya Thomas perdeu o título para a novata Miki Sudo, de 28 anos, que devorou 34 cachorros-quentes.

O recorde mundial continua sendo de Sonya Thomas, de apenas 45 kg, com 45 sanduíches, em 2012.

O concurso acontece todos anos, em Coney Island, no feriado de 4 de Julho, Dia da Independência dos Estados Unidos. Desta vez, participaram 17 homens e 13 mulheres. A primeira edição remonta a 1916, ano em que o campeão devorou 13 hot-dogs em dez minutos. Esse é o tempo regulamentar mantido até hoje.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.