Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O foguete Antares da Orbital ATK decola com a cápsula Cygnus rumo à ISS, em 12 de novembro de 2017, em uma base da Nasa em Virgínia (leste)

(afp_tickers)

Após um atraso de 24 horas, a empresa americana Orbital ATK lançou, neste domingo, sua cápsula não tripulada Cygnus para uma nova missão de abastecimento à Estação Espacial Internacional (ISS), segundo imagens transmitidas ao vivo pela Nasa.

O foguete de dois estágios Antares decolou do centro espacial Wallops Island, na costa da Virgínia (leste dos Estados Unidos), às 07H19 locais (10H19 em Brasília).

A Cygnus alcançou a órbita da Terra menos de dez minutos depois de decolar, após se separar do segundo estágio.

Quarenta minutos mais tarde, abriu suas duas antenas solares e começou sua viagem rumo à ISS, que deve concluir na terça-feira.

Esta é a oitava missão de abastecimento da Orbital para a estação espacial, no âmbito de um contrato de 1,9 milhão de dólares com a Nasa.

A Cygnus deverá entregar 3,3 toneladas de alimentos, equipamentos e materiais para experiências científicas, incluindo um satélite para testar como as microbactérias se desenvolvem na microgravidade, a fim de determinar a quantidade mínima de antibiótico necessária para neutralizá-las.

"A resistência microbiana aos antibióticos poderia apresentar um risco para os astronautas no espaço, onde seu sistema imunológico se debilita", explicou a Nasa.

"Os pesquisadores acreditam que os resultados destes experimentos deveriam ajudar a desenvolver antibióticos eficazes para proteger os astronautas durante as missões de longa duração no espaço", acrescentou a agência americana, que disse que espera poder lançar missões tripuladas a Marte na década de 2030.

A cápsula deverá implementar também 14 minissatélites do tipo "Cubesat".

A equipe atualmente na ISS é formada por seis astronautas: três americanos, um italiano e dois russos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP