Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Foto da polícia sem data e local mostra Radee Labeeb Prince, de 37 anos, cedida pelo gabinete do xerife do condado de Harford em 18 de outubro de 2017

(afp_tickers)

A Polícia deteve um homem armado, suspeito de matar três pessoas e ferir outras duas nesta quarta-feira (18) em um complexo empresarial no subúrbio de Maryland, antes de atirar em outro homem na vizinha Delaware.

"O suspeito deste incidente foi localizado e está sob custódia da Polícia", informou o departamento de Polícia de Wilmington, Delaware, em alusão a Radee Prince, de 37 anos.

O chefe de Polícia de Wilmington, Robert Tracy, havia dito mais cedo aos jornalistas que o suspeito "é um indivíduo perigoso. Esta pessoa atirou em seus [outras] pessoas em um dia" em ataques que não foram aleatórios.

Prince era buscado por dois incidentes com arma de fogo: um mais cedo em Edgewood, localidade ao norte de Baltimore, Maryland, e outro no meio da manhã em Wilmington, Delaware, segundo um comunicado da Polícia.

Três pessoas morreram no primeiro ataque, ocorrido em uma empresa de venda de placas de granito antes das 09h00 locais (11h00 de Brasília), disse Jeffrey Gahler, comissário do condado de Harford, onde fica Edgewood. Segundo ele, uma arma curta foi usada nos ataques.

Além dos três mortos, outras duas vítimas foram levadas para hospitais em estado grave.

A fuga do atirador provocou o fechamento de escolas da área, assim como do set de gravação da série da Netflix "House of Cards".

Gahler disse que Prince era vinculado à empresa Advanced Granite Solutions, onde ocorreu o primeiro ataque. "Aparentemente foi um ataque a pessoas específicas, e se limitou a essa empresa", disse.

As cinco vítimas também eram funcionárias dessa empresa, declarou Gahler, se negando a dar mais detalhes. Outras pessoas estavam no local quando ele atirou, acrescentou.

O atirador foi identificado pela vítima do segundo ataque, que o conhecia, afirmou Tracy em coletiva.

O suspeito fugiu do primeiro ataque em um automóvel com placa de Delaware, declarou Gahler, acrescentando que o homem "tem antecedentes criminais".

O comissário acrescentou que a Polícia não tem elementos para acreditar que o atirador tenha tido ajuda de outra pessoa e que estão focados em sua captura, para a qual mobilizaram agentes do FBI e da agência de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos (ATF).

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP