Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Kerry afirmou que a perda da propriedade intelectual através da ciberespionagem tem um efeito desestimulante na inovação e no investimento.

(afp_tickers)

O secretário de Estado americano, John Kerry, denunciou nesta quinta-feira, em Pequim, o efeito desestimulante que representa a pirataria na internet para as empresas americanas, depois de dois dias de reuniões com dirigentes chineses.

"Os casos de ciber-roubo prejudicam nosso negócio e ameaçam a competitividade de nossa nação", declarou Kerry duramente durante o encerramento da reunião.

"A perda da propriedade intelectual através da ciberespionagem tem um efeito desestimulante na inovação e no investimento", disse ainda.

Em maio, Washington acusou cinco militares chineses de piratear companhias americanas.

Este foi um dos temas debatidos no sexto Diálogo Estratégico e Econômico anual entre as duas potências econômicas mundiais.

A China também insiste que é uma vítima da pirataria e acusa Washington de hipocrisia, referindo-se aos programas de espionagem americanos ao redor do mundo.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP