Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pacotes com cocaína

(afp_tickers)

O Departamento do Tesouro americano anunciou, nesta quinta-feira (14) sanções a quatro companhias mexicanas ligadas ao cartel de Jalisco Nueva Generación (CJNG) e ao grupo Los Cuinis, que atuariam como empresas de fachada.

Após as sanções, as empresas agora estão proibidas de estabelecer relações comerciais com outras americanas, e eventuais bens que possuam nos Estados Unidos foram congelados.

As penas por violar a regra podem chegar a 10 milhões de dólares para empresas e até dez anos de prisão para pessoas físicas.

Entre as companhias sancionadas, se destacam a Operadora Los Famosos, que faz negócios com a Kenzo Sushi, e a Comercializadora Trade Clear, gestora de uma padaria e um restaurante em Jalisco.

As sanções afetam também o Grupo de Alta Especialidade Farmacêutica S.A., de Guadalajara, e a Operadora de Reposterías y Restaurantes S.A., de Jalisco.

Essas empresas são acusadas de atuar como fachada para os negócios dos Cuinis e do cartel de Jalisco.

Os Cuinis e seu líder, Abigail González Valencia, foram oficialmente designados como narcotraficantes pelo Tesouro em abril de 2015. González Valencia foi preso no México em fevereiro de 2015.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP