AFP

Destruição em um hospital de Khan Sheikhun após o suposto ataque com gás tóxico

(afp_tickers)

Os Estados Unidos confirmaram nesta terça-feira um ataque químico na Síria, classificando-o de "repreensível" e "intolerável", e culparam diretamente o regime de Bashar al-Assad.

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, declarou que o presidente Donald Trump foi informado extensivamente sobre o ataque e opinou que é do "melhor interesse" dos sírios que Assad não lidere o país.

"O ataque químico de hoje na Síria contra pessoas inocentes, incluindo mulheres e crianças, é repreensível", disse Spicer, ressaltando que o governo está "confiante" em sua avaliação de que Assad é o culpado.

AFP

 AFP