AFP

O representante do Comércio dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, em Hanói

(afp_tickers)

O governo dos Estados Unidos não vai retornar ao Acordo de Associação Transpacífico (TPP), afirmou neste domingo o representante do Comércio de Washington, Robert Lighthizer, enquanto outros 11 países tentam salvar o ambicioso tratado de livre comárcio.

Washington "se retirou do TPP e não vai mudar a decisão", afirmou Lighthizer no Vietnã, onde se reuniu com ministros do Comércio da região Ásia-Pacífico.

O TPP — negociado durante a presidência de Barack Obama, que tornou a região Ásia-Pacífico uma de suas prioridades — foi assinado em 2015 após árduas negociações entre 12 países que representam 40% da economia mundial.

Mas em janeiro o novo presidente americano, Donald Trump, decidiu abandonar o acordo, por considerar que a China era muito influente e coerente com sua visão protecionista.

Os outros 11 signatários, os chamados TPP11, decidiram se reunir em Hanói para tentar preservar o acordo.

AFP

 AFP