Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O premiê canadense, Justin Trudeau (E), e o presidente americano, Donald Trump, são fotografados durante encontro do G7 em Taormina, Sicília

(afp_tickers)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, reforçaram nesta quinta-feira a intenção de fechar, ainda neste ano, a renegociação do Tratado de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta), com o México, disse a Casa Branca.

Os dois líderes falaram pelo telefone na véspera de se encontrarem no México para discutir a renegociação do acordo. A primeira rodada de discussões aconteceu há duas semanas em Washington.

"Os dois dirigentes falaram das negociações em curso e expressaram sua esperança de chegar a um acordo antes do fim do ano", disse a Casa Branca em uma nota.

Trump ameaçou há poucos dias tirar os Estados Unidos do acordo se não alcançar os resultados que espera. Trump também afirmou que os mexicanos "se mostraram difíceis" nas discussões.

"O Nafta é um dos piores acordos comerciais já assinados no mundo, e posso entender que o México se mostre difícil. Como não vou entender? Todo o benefício é para eles", afirmou.

Trump sustenta que o acordo fez as empresas se instalarem no México, onde a mão de obra é mais barata, para enviar os produtos aos Estados Unidos, livre de ônus. Por isso, segundo Trump, milhares e milhares de americanos perderam seus empregos nos 23 anos de vigência do tratado.

A segunda rodada de negociações começa nesta sexta-feira e deve acabar até 5 de setembro.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP